Scrum: do zero ao Sprint – Hipsters #54

Amado ou odiado, certamente o Scrum teve papel fundamental na adoção de métodos ágeis, tornando-se até mesmo mainstream. A turma que se reúne hoje relembra do comecinho do Scrum no Brasil, a evolução e como funciona a implantaçao dentro de uma empresa tradicional.

Episódio de um ano de podcast! Dê um presente pra gente: envie seu episódio favorito para aquele amigo ou aquela amiga que vai aproveitar bastante esse conteúdo!

Participantes:

Links úteis

Produção e conteúdo:

  • Alura Cursos online de Tecnologia
  • Caelum Ensino e Inovação

Edição e sonorização: Radiofobia Podcast e Multimídia

 

Leave a Reply

34 Comentários

  1. Cow Vakoski

    Bacana, gostei desse podcast! vou voltar e ouvir os anteriores, parabéns

  2. Anderson Joyle

    Parabens pelo episodio.
    A referencia do Link Park (ao final) foi uma homenagem intencional?

  3. Gustavo Fão Valvassori

    “Ceci Fernandes, agile coach e desenvolvedora na” é tão difícil que não entro nem no texto :joy:

  4. Lucas Palma Stabile

    Onde trabalhei tentamos implementar o Scrum, mas acabou não dando muito certo, não sei se porque o time tinha basicamente gente com pouca experiência, se não tínhamos um Scrum master ou o PO experientes ou faltou empenho e dedicação na metodologia mesmo. Usávamos o TFS da Microsoft que já gerenciava o código para também gerenciar os backlogs, mas muitas vezes o backlog não era muito técnico e gostaria de saber as opiniões de vocês.
    Quase todos os backlogs que cadastrávamos, o desenvolvedor tinha que parar para ler, entender o que estava sendo proposto, e às vezes não estava bem claro e procurávamos com outras pessoas detalhes que esqueceram de incluir, e aí arquitetar como iríamos implementar o Backlog, mesmo que nas reuniões discutíamos algumas coisas sobre alguns Backlogs, mas quase sempre era assim. Não achava produtivo sempre ficar parando de backlog em backlog para definir tecnicamente como implementar, como ficará as classes, que frammeworks utilizar e ao mesmo tempo acabar deixando essas definições nas mãos de um desenvolvedor, ainda mais alguém pouco experiente nisso.
    No Scrum, é definido a arquitetura e frameworks nos Backlogs? Isso era algo de onde trabalhei, que o gerenciamento de projetos não era muito sólido mesmo?

  5. Willyan Guimarães Caetano

    O livro “Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”, escrito por um dos co-criadores, Jeff Sutherland, é uma ótima referência para entender várias das atividades e papeis comentados durante a conversa do podcast. Além da história por trás da concepção das ideias do Scrum, o livro aborda vários estudos que foram base para muitas das práticas adotadas no dia a dia para uma equipe ágil.

  6. Lucas Oliveira

    Trabalhei em um projeto que usávamos Scrum, particularmente gostei bastante e hoje não trabalho com metodologias ágeis e sinto muita falta, era bem divertido 🙂

    Achei legal a participação do Alexandre Magno, se não estou enganado foi ele que traduziu o bootstrap…

    Gostei do episódio, parabéns galera!

  7. Inaldo Brandão

    Muito bom, parabéns aos Hipsters pelo aniversário, acompanho todos desde o início, muito show a homenagem ao Linkin Park.

  8. Cleiton Dantas

    Meus parabéns a toda equipe pelo excelente trabalho, acompanho todos dês do inicio do hipster.tech

  9. Falhou silenciosamente em uma autarquia – literalmente abafado/combatido pelo cliente e/ou colegas de profissão.
    Em outra, tirei o jargão: mas quase infartei ao impedir a conspiração de colegas

  10. reegomes

    Meus parabéns a toda equipe pelo excelente trabalho, até me arrepiou na hora da homenagem ao LP.

  11. Thyago

    Ótimo tema, bem agora que vou ter aulas sobre Scrum! Parece até que vocês adivinham 😀

  12. Pingback: Implantação de Scrum e 1 ano de podcast | blog.caelum.com.br

  13. Eduardo

    Muito bom o podcast, meus parabéns! Eu só senti falta do link do artigo aberto do Celson Martins que a Ceci Fernandes mencionou ao final do podcast.

  14. Leandro Takeda

    Enviado pra minha esposa que trabalha na área de learning e recentemente se interessou por Agile, Scrum…. vlw Hipsters.tech, show!

  15. Jorge Improissi

    Excelente podcast!
    Gostei das definições de ScrumMasters “O bom, o mal e o feio”, só acho que na maioria das vezes o próprio mercado não deixa o cara ser exclusivamente SM.
    Vida longa ao Hipsters! 😉

  16. Joao Paulo Haddad

    Achei bastante interessante o podcast. Tem alguma previsão de falar sobre o Python?

  17. Ângelo Duarte

    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo conteúdo do Hipsters.tech. Tento sempre acompanhar.

    Sou novo com o scrum e fiquei com duas dúvidas, se vocês puderem ajudar.

    1 – Digamos que temos uma histórica com esforço estimado de 13 pontos. Essa história foi iniciada na sprint, mas por qualquer motivo ela não foi concluída. Na próxima sprint essa história entra com a mesma pontuação ou é o esforço é reavaliado considerando o que já foi feito?

    2 – Ceci comentou que no desenvolvimento dos cálculos fiscais do erp da Caelum, o especialista sentou com o desenvolvedor para explicar e tirar as dúvidas. Como é que essas regras e funções dos sistemas que são essenciais e bem complexas são (e se são) documentadas?

    Valeu!!

    • Flávio

      Olá Ângelo,

      Posso falar sobre a primeira pergunta: depende. Já tive casos em que a história ficou pronta, “faltando a documentação” apenas. Nesse caso, recalculamos de acordo com o esforço de escreve-la. Mas já tive outros casos em que “faltou apenas testar”. Nesse caso, eu como Scrum Master, chamei atenção para o fato que ao testar, poderia ser necessário re-escrever boa parte do código. Dado a funcionalidade e o contexto do projeto em questão, essa história ficou até com uma pontuação mais alta, pois a parte de teste foi realmente trabalhosa.

      Em suma, eu voltaria para a história, veria o que eu aprendi até aquele momento e re-avaliaria sua pontuação. Aí pode ir para cima ou para baixo.

      Abraços!

  18. Marcelo Poggi

    Senhores, Parabéns pelo primeiro ano! E que venham Décadas. Forte Abraço a todos.

  19. Victor Muramoto

    Episódio muito bom!
    Gostaria de saber como posso sugerir um assunto para um episódio?
    =D

  20. Episódio mto bom, com convidados que agregaram mto!!!
    Recomendando e já está na minha lista de material de estudo para futuros episódios.
    Saber na prática é bem diferente da teoria, mas o bacana é ter os dois conhecimentos alinhados para agregar ao time, e tbm ter conhecimento de outras metodologias para agregar!!!

  21. Fernando Souza

    Manda a referencia do livro de fluxo continuo.

  22. Fernanda Jablonski

    Vocês já tem um planejamento de fazer um podcast sobre estimativas de software no ágil? Como usar Fibonacci por exemplo.

  23. Jonas Chaves

    Gostei bastante do episódio. Ótimo panorama pra iniciantes e um bons casos para quem já implementa a metodologia.

    Seria possível vocês disponibilizarem a referência do livro (ebook?) de Fluxo Contínuo mencionado pela Cecília?

Next ArticleStartups, Processos e Mercado Global - Hipsters #55