Kanban e o fluxo de trabalho – Hipsters #74

O papo desse episódio é sobre uma metodologia ágil moderna e que tem feito muito barulho: o Kanban. Será que com ela os seus problemas serão resolvidos?

Participantes:

Links:

Produção e conteúdo:

  • Alura Cursos online de Tecnologia
  • Caelum Ensino e Inovação

Edição e sonorização: Radiofobia Podcast e Multimídia

Leave a Reply

39 Comentários

    • Paulo Silveira

      caras, deixem nosso paulistanes em paz 😛

      • everton

        Por favor nunca parem com esse Podcast!!! Espere a semana todo ansioso pelo próximo episódio haha

    • Lucas Repolês

      Desculpe, mas eu não resisti em fazer essa piadinha 😛
      Mas o programa foi excelente, como sempre!

    • Ednaldo Dilorenzo

      Eu comecei a contar quantas vezes ele falou cara, mas desisti… 😛

      • Lucas Repolês

        É verdade 😀 Mas foi só uma crítica construtiva 😉 O podcast foi ótimo!

        • Eu valorizei muito os feedbacks aqui. Realmente preciso melhorar muito o jeito que eu falo. Pegue uma palestra minha antes de 2010 e você vai ver eu falar “Tá” 200 vezes (eu contei). Tirei esse vício, agora é “cara”. O jogo continua!

  1. Bruno Alessandro

    cara para de falar “cara”, por favor cara não da cara vc fala cara ate junto com outrCara palava cara ò.Õ

  2. Fabrício Cabral

    Muito bom esse podcast com o Rodrigo Yoshima! Já estava na hora de um com este grande mestre!

    No entanto, gostaria de esclarecer um ponto: Kanban é um mundo e tem assunto para uns 2 ou 3 podcasts (se não mais), bem como Big Data e Data Science (que foi abordado no também excelente podcast com a Fabiane Nardon). Entretanto, o podcast de Kaban tem por volta de 54 minutos e o de Big Data e Data Science por volta de 34 minutos (e espero que venham outros abordando o mesmo assunto). Assim, pergunto: há algum critério com relação ao tempo do podcast? @peasilveira:disqus será que você poderia esclarecer esse aspecto?

    • Paulo Silveira

      Fabricio, eu gostaria sempre de mais tempo. O ideal era 45 minutos pra cada um. Mas se eu percebo que esta se aprofundando muito, prefiro nao continuar. Pode parecer estranho, mas é pra que o podcast fique sempre palatavel para o publico que nao conhece aquele assunto. Sei que pode nao ser o melhor pra quem ja conhece.

      • Fabrício Cabral

        @peasilveira:disqus É que os podcasts são tão bons que todos nós acabamos queremos sempre mais tempo! 🙂 Também concordo com o assunto de Data Science é mais complicado e denso, mas acredito (sugestão) que poderia ter o tempo preenchido com mais cases, pois estes não faltam e todos nós sabemos que a Fabiane conhece centenas! Ainda assim, se você me permite uma sugestão, se você ver que o assunto rende muita conversa, por que não grava um “grande” e o divide em duas partes? No mais, parabéns a todos os entrevistados e o pessoal do Hipsters que vêm fazendo um excelente trabalho!

        P.S. Vou lançar a hashtag #YoshimaNaAlura, hein? 🙂

  3. Guilherme

    OFF TOPIC: Alguém sabe o nome da música do início do episódio?

    • Paulo Silveira

      foi criado pelo Pedro lopes do musicdot.com.br especialmente pro podcast. já o rock é uma trilha que o pessoal da radiofobia comprou, justo pra ser usado assim

    • Bruno Gonçalves

      A guitarra lembra Black Drawing Chalks!

  4. Francisco Prestes

    Como sempre muito bom como todos os produtos da Caelum, Alura e Casa do Código.

    • Paulo Silveira

      eita, valeu Francisco! O Yoshima ta mandando muito bem e se aprofundou muito no tema, ai o podcast sempre rende

  5. Frederico Machado

    Não consegui ouvir até o final o “cara” tem mais vício de linguagem que o Dinho Ouro Preto. Acabei me distraindo com isso.

  6. Ednaldo Dilorenzo

    Não conhecia o Kanban, mas pelas características e do objetivo de melhorar o processo de uma empresa, achei muito similar ao uso de BPMS (Business Process Model System) que tem por objetivo mapear o processo atual da empresa pra identificar onde são os gargalos da mesma e como melhorá-los. Isso através de um software ao invés de um quadro.

    • Com a diferença que BPMS é muito focado em sistemas simples e pouca variabilidade. O Kanban não institucionaliza. A ideia dele é a emergência/evolução.

      • Rodrigo Xavier Felippe

        Yoshima, nesse caso eu poderia aplicar o Kanban em uma area da empresa até adquirir a cultura necessária/estável para institucionalizar em uma automação com uso de BPMN? Digo isso pois muitas empresas hoje automatizam seus processos de negócios TO-BE, porém o AS-IS ainda está muito imaturo.

        • Não necessariamente. A abordagem evolucionária do Kanban ignora o TO-BE, se afastando de ideologia ou utopia. Mudança evolucionária é completamente contra o status quo. Só consigo tirar pessoas da ideologia através de treinamento. Minha experiência. Se seu trabalho é no Mediocristão BPMN funciona. Nem sempre é adequado ao trabalho do conhecimento, onde o processo pode mudar todo dia.

          • Rodrigo Xavier Felippe

            Obrigado pelos esclarecimentos.

            PS: Por um mundo mais “Extremistão”.

  7. Matheus Dantas

    Eu gostei do podcast mas não gostei das comparações com o Scrum. Achei que a comparação ficou muito pobre e parcial. Parece que o scrum só serve para controlar as atividades, mas não foi citado as questões das entregas contínuas e todos os “prós” de cada metodologia.

  8. Cleverson Lira

    Eu viajo demais perguntando se o Kanban poderia ser implementado para governar um país?

  9. Ruizzera

    Muito bom o conteúdo do podcast. Lembranç do kanban lá das aulas na faculdade qnd estamos os processos de produção de fábricas. Já tirei algumas ideias p pequenas mudanças no meu trabalho diário.

  10. Marcos Jesus Santos

    Alguma indicação de livros?

Next ArticleA programação dos designers – Vida de Hipster #31